A pergunta que pode mudar a sua vida

por | 17, ago 2020 | Propósito de Vida | 0 Comentários

A autocrítica é essencial para manter a sua vida no caminho que deseja ou mudar radicalmente sua trajetória com o intuito de ser mais feliz. 

O melhor hábito mental talvez seja o de estabelecer perguntas diárias que reforçam pensamentos positivos.

Nesse sentido, a pergunta é uma das ferramentas mais simples e poderosas mesmo que muitos não saibam disso. 

Por exemplo, já reparou como é frustrante quando você não se lembra de um nome ou informação, ou quer pegar alguma coisa em um cômodo da sua casa, mas não consegue se lembrar?

“O que eu tinha que fazer mesmo?”, perguntas sem respostas são extremamente incomodas para os seres humanos.

Às vezes acontece assim na sua vida, você vive como se constantemente estivesse tentando se lembrar de algo ou, pior, sem nem ao menos saber quais perguntas fazer para te nortear. 

Quantas pessoas você conhece quem vivem uma vida completamente insatisfatória sem nem se quer se dar conta? 

Questionamentos como “qual é o sentido da vida?” podem ser muito difíceis de serem replicados e nem um pouco objetivos.

Levando isso em consideração, duas interrogações baseadas em temas profundos foram elaboradas com o intuito de gerar respostas precisas capazes de te fazer mudar o sentido da sua vida.

Continue lendo o texto e reflita sobre as questões a seguir.

O que você faria diferente se soubesse a data da sua morte?

É hábito dos humanos viverem como se fossem eternos, desconsiderar totalmente a ideia da morte e apenas aceitar o presente.

Imagine como tudo seria diferente se você soubesse quanto tempo te resta? 

Se as pessoas vivessem sabendo quando iriam morrer procurariam ser felizes todos os dias.

Isso inclui não doar todo o seu tempo em um trabalho estressante que quase não permite que você veja seus filhos ou a noção de possuir sobrepondo cada vez mais o “ter”.

Não é uma crítica direta, mas as pessoas estão tão preocupadas com o dinheiro, com o “possuir” que elas acabam esquecendo de “ser”, ser o parceiro ideal de alguém, ser um bom filho ou ser um bom pai.

A sociedade atual exige essa postura.

Se você soubesse quando iria morrer enxergaria as coisas que são importantes para você com mais clareza, seria mais corajoso, arriscaria mais.

Não gastaria seu tempo livre na frente de um computador ou celular, nem valorizaria mais o trabalho do que a família.

Portanto, responder essa pergunta com sinceridade pode te auxiliar a mudar o que precisa ser mudado com urgência na sua vida, para que a sua prioridade seja apenas uma: ser feliz.

O que você gostaria de fazer mas não faz por medo do que podem pensar?

Bem, o homem é um ser social, isso implica que ao viver em sociedade assume-se que algumas posturas, profissões e costumes são mais prestigiosos que outros.

Tudo isto determinado por uma convenção. Nessa perspectiva, tudo o que foge do padrão é julgado.

No entanto, nem sempre o que comumente é considerado o “melhor” para outros, obrigatoriamente, também é para você.

Às vezes você é dentista porque essa é uma carreira célebre, mas queria muito ser um músico que toca no trem.

O olhar e a opinião das pessoas podem ser capazes de ditar como você vai viver se não tiver cuidado.

Se você fizer essa pergunta a si mesmo e sua resposta te amedrontar é porque já sabe o que precisa mudar.

Conclusão

Portanto, as duas perguntas formuladas acima podem te ajudar a mudar a sua vida ou a descobrir que encontrou o caminho certo.

Não aja ou seja aquilo que você sabe que as outras pessoas estimam apenas por medo do julgamento. Apenas busque ser feliz do seu jeito.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.