Como o princípio da correspondência pode afetar a minha vida

Como o princípio da correspondência pode afetar a minha vida

Dentro dos princípios do Caibalion, o segundo a ser visto é o princípio da correspondência.

Esse princípio diz, em seu conceito básico, o seguinte: “o que está em cima é como o que está embaixo, e o que está fora é como o que está dentro”.

Mas o que isso significa?  Como o princípio da correspondência pode afetar a sua vida?

Isso é o que nós iremos mostrar, a partir de agora, nesse artigo completo sobre o tema.

O princípio da correspondência

“O que está em cima é como o que está embaixo e o que está embaixo está em cima, e o que está fora é como o que está dentro”.

Ao pegar essa frase do Caibalion, sobre o princípio da correspondência, você pode ter uma ideia de que: se fizermos uma reflexão profunda, se nos voltarmos para nós mesmos, a quem nós somos lá no nosso interior, lá no nosso fundo, nós estamos nos conhecendo muito mais do que nós mesmos.

Como assim?

Isso significa que nós estamos conhecendo todo o Universo, a partir disso, porque o que está no macro (Universo) é o que está no micro (você), o que está dentro está fora.

Então, o que está dentro de nós é o que está fora, e o que está fora é o Universo, então por meio desse princípio da correspondência é possível que você possa conhecer o todo a partir do maior conhecimento de si mesmo.

Os planos da correspondência

Dentro do princípio da correspondência nós temos os três grandes planos que estão interligados entre si:

  • O grande plano físico
  • O grande plano mental
  • O grande plano espiritual

A maior parte das pessoas, infelizmente, passa toda a sua existência vivendo dentro do grande plano físico, e acredita que tudo ocorre apenas dentro dele.

Entretanto, há plano muito maior e mais complexo que é o plano espiritual, que algumas pessoas irão alcançar e outras, que sequer acreditam nele, não poderão.

Quanto mais vamos subindo na nossa escala de conhecimento e de consciência, então mais alcançamos o próximo plano.

O fato é que o princípio da correspondência afeta muito a sua vida a partir do momento em que você leva em consideração a frase: o que está dentro está fora, o que está em cima está embaixo.

Quanto mais você trabalha o seu interior e quanto mais você se transformar por dentro, então mais o exterior irá espelhar exatamente aquilo que está dentro de si.

Quanto mais nós crescemos, então mais o nosso exterior espelha tudo o que temos dentro de nós mesmos e mais feliz e realizada é a nossa vida.

A partir do momento em que você vai aprofundando-se nesse conhecimento, começa a perceber os padrões que existem na sua vida e como moldam todas as coisas dentro dela.

Os seus relacionamentos (amorosos, amizade, familiares), a sua atuação profissional, os problemas que você enfrenta, enfim, tudo o que acontece em sua existência.

A quebra desses padrões irá melhorar muito a sua vida, de modo que você não possa mais sofrer com o que aconteceu no passado e assim é possível modificar a sua vida, de forma consciente, sem repetição de padrões.

Conclusão

Como você viu, o princípio da correspondência nos ensina que tudo o que está em cima está embaixo, tudo o que está fora está dentro, e vice-versa.

Neste texto, mostramos a você como esse princípio nos ajuda a encontrar os padrões que vivemos ao longo de nossas vidas, muitas vezes de forma inconsciente, e que podem estar atrapalhando nossa evolução.

A partir do momento em que você descobre que o exterior apenas espelha o seu interior e obtém conhecimento para ir entendendo e quebrando esses padrões, então mais é possível mudar a sua vida e vivê-la de forma plena e realizada.

Gostou do artigo de hoje sobre como o princípio da correspondência pode afetar a minha vida?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

O que é esse tal de mentalismo?

O que é esse tal de mentalismo?

O Caibalion tem como objetivo explicar de maneira simples e profunda as leis que regem o Universo, ou seja, as leis universais.

Entender essas leis para aplicá-las na sua vida ajuda muito você a evoluir e a ter uma vivência muito mais realizada e mais próspera em todos os sentidos.

O Caibalion baseia-se em sete princípios herméticos, sendo que um deles é o princípio do mentalismo.

Mas o que é esse tal do mentalismo?

O objetivo desse artigo é, justamente, mostrar tudo sobre esse que é um dos princípios mais importantes do Caibalion.

Vamos ver mais sobre ele?

O princípio do mentalismo

Segundo o Caibalion, o Todo é mente, o Universal é mental.

O que isso significa?

Antes de qualquer coisa, é preciso compreender que o todo é a própria manifestação de Deus, de tudo.

Isso permite que nós saibamos que tudo o que conhecemos veio de uma grande mente, uma mente muito maior que a nossa, que é o todo e que está em tudo.

Primeiro foi criada a mente e nós somos, então, simplesmente uma criação muito maior dessa mente superior.

Pelo princípio do mentalismo: tudo é mente!

O todo é espírito, é indefinível e é incognoscível (é impossível de conhecer) em si mesmo, porém pode ser considerado como sendo uma mente vivente que é universal e infinita.

Esse princípio ensina que todo o mundo que conhecemos (fenomenal ou o Universo) nada mais é, como dito, uma criação da mente do Todo.

A criação mental está sujeita diretamente às leis das coisas criadas e o universo, como um todo, tem sua existência no todo, em cuja mente nós, hoje, temos e vivemos a nossa existência.

O princípio do mentalismo ajuda a explicar para as pessoas todos os fenômenos psíquicos e mentais que hoje e sempre ocuparam uma parte enorme da atenção pública.

Sem essa explicação seria impossível entender todos esses fenômenos e isso desafiaria o exame científico.

Para esse princípio, tudo o que existe no mundo material precisou, antes, existir no mundo das ideias.

Como exemplo, tomamos uma cadeira feita por um carpinteiro, que foi idealizada por ele antes de ser construída no mundo em que vivemos, no mundo material.

A compreensão do princípio do mentalismo

Compreender o princípio do mentalismo habilita então o indivíduo a abarcar as leis do Universo mental para que possa aplicar esse princípio e alcançar a sua felicidade.

Entender esse princípio e a grande lei mental, sabendo aplicá-la da maneira certa irá fazer toda a diferença em sua vida.

Você terá a “chave-mestra” em seu poder, para que assim possa abrir as muitas portas existentes no templo psíquico e mental do conhecimento, podendo assim entrar por elas de forma livre e inteligente.

Por meio do princípio do mentalismo é possível compreender a natureza verdadeira da matéria, da força e da energia, e assim entender porque todas elas estão subordinadas ao domínio da própria mente.

Quem compreende a natureza mental do universo de verdade está muito avançado no caminho do domínio.

Sua mente sendo o campo fértil, quando você planta as sementes, dependendo de como está a sua força mental, irá nascer ou não irá nascer os frutos desejados.

Conclusão

Como você viu, o princípio do mentalismo é considerado como um dos mais importantes dentro do Caibalion, pois por meio dele é possível dominar a mente tão poderosa e que irá lhe permitir uma vida de felicidade e realizações.

Neste texto, mostrei a você o que há de mais importante em relação ao mentalismo e o porquê de ser essencial dominar esse princípio.

Gostou do artigo de hoje sobre o que é esse tal do mentalismo?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Qual a diferença entre uma formação e uma imersão de alto impacto emocional?

Qual a diferença entre uma formação e uma imersão de alto impacto emocional?

Alguma vez você já ouviu falar sobre imersão de alto impacto emocional?

Esse é um método que cada vez vem fazendo mais sucesso e chamando a atenção de mais pessoas em todo o mundo, e aqui no Brasil ele vai ganhando muita força.

Em meio a isso, há quem se pergunte: e existe uma diferença entre essa imersão de alto impacto emocional e uma formação?

Isso é o que nós iremos mostrar aqui nesse artigo completo sobre esse tema muito importante.

Vamos lá!

O que é uma formação?

A formação é um conjunto de atividades que são realizadas com o intuito de que uma pessoa possa adquirir conhecimento prático e teórico em um determinado assunto.

Esse conhecimento vai ser adquirido com estudos, desenvolvimento de habilidades e atitudes, o que irá permitir ao indivíduo realizar um bom desempenho dentro do seu local de trabalho e na sua profissão.

O objetivo da formação é, além de formar pessoas com conhecimentos técnicos/teóricos e práticos, levar também ao conhecimento em termos de ética, comportamento, sociedade, política, entre muitos outros.

O intuito é proporcionar à pessoa uma visão mais ampla de mundo, o que nem sempre acontece, como bem sabemos.

A finalidade da formação é, portanto, passar um conhecimento para uma pessoa.

E isso tem alguma relação com a imersão de alto impacto emocional?

O que é a imersão de alto impacto emocional?

Ao contrário do que ocorre com a formação, que o objetivo final é o conhecimento, na imersão de alto impacto emocional a finalidade é promover a mudança.

Por meio de processos de vivência, você consegue elevar seu nível de performance na vida pessoal e profissional, melhorando a autoestima, a comunicação, a liderança e vencendo os medos.

Através da imersão de alto impacto emocional é possível alcançar um resultado de uma grande transformação em sua vida, que não é conquistado de nenhuma outra forma.

Esse tipo de treinamento não é voltado para pessoas específicas, muito pelo contrário, é possível que qualquer pessoa, não importa qual seja sua formação ou realidade familiar, possa fazê-lo.

Profissionais de diversas áreas, gestores, empresários de diversos segmentos, pais e filhos, casais e qualquer pessoa em geral por passar por esse treinamento.

Com ele, você vai mudar de verdade, por exemplo, pessoas em geral conseguem, através da imersão de alto impacto emocional:

  • Ter hábitos de vida saudáveis
  • Vencer a procrastinação para serem mais produtivas
  • Livrar-se dos medos que as limitam
  • Encontrar propósito de vida
  • Enxergar onde pretender chegar com maior clareza
  • Livrar-se de bloqueios na vida
  • Livrar-se das culpas que carregam

Ou seja, é um método bastante completo e que traz novas experiências para quem quer mudar de vida de verdade.

Conclusão

Como você viu, ainda há algumas dúvidas entre o processo de formação e o de imersão de alto impacto emocional, um treinamento que cada vez mais faz sucesso em todo o mundo.

Neste texto, mostramos a você que a diferença principal entre as duas é que uma formação tem por objetivo passar um conhecimento específico, enquanto a imersão de alto impacto emocional tem por objetivo realizar mudanças reais na vida de uma pessoa.

Para transformar a sua vida e alcançar aquilo que sempre desejou, realizar um treinamento de imersão de alto impacto emocional é essencial, por isso você deve procurar sempre um que seja ministrado por um especialista experiente.

Gostou do artigo de hoje sobre qual é a diferença entre uma formação e uma imersão de alto impacto emocional

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Como os objetivos podem restringir a sua felicidade

Como os objetivos podem restringir a sua felicidade

A maior parte das pessoas acaba tendo em mente que para viver é preciso ter objetivos bem definidos para tudo na vida.

Comprar o imóvel próprio, comprar um carro, conseguir um aumento de salário, fazer uma viagem para a Europa nas férias, enfim, os objetivos são muitos e ao invés de ajudar, podem acabar por restringir a sua felicidade.

Mas afinal, como os objetivos podem ter um impacto negativo sobre a sua felicidade?

Isso é o que nós iremos mostrar agora nesse artigo, deixando claro como ter objetivos na vida não é a resposta para os seus problemas e podem até mesmo causar mais.

Vamos lá!

Os objetivos restringem a sua felicidade

Você alguma vez já estipulou um objetivo para a sua vida e ficou tão focado nele que se esqueceu de aproveitar a jornada até alcançá-lo?

Esse é, sem dúvida nenhuma, um dos maiores problemas de quem vive apenas por colocar objetivos a cumprir na vida.

A grande questão é que a maior parte das pessoas esquece que a vida não é apenas atingir aquele objetivo sem dar importância ao que acontece ao seu redor.

Quando alguém estipula um determinado objetivo e está tentando alcançá-lo acaba por esquecer de curtir todo o processo ou a jornada.

Quanto mais essa jornada dura, pois nada acontece de um dia para o outro, mais a pessoa deixa de curtir cada momento da vida e mais impaciente fica.

Se você deseja muito fazer uma viagem de final de ano para a França, por exemplo, pode acabar passando 11 meses do ano vivendo no “piloto automático”.

Você fica tão vidrado nessa viagem e em contar os dias para ela chegar que deixa de curtir todos os meses do ano até lá.

Quantas reuniões familiares aconteceram nesse período? Quantas vezes você saiu com seus amigos? Quantas vezes aproveitou um momento em casa sozinho para descansar?

É preciso evitar que os objetivos venham a restringir a sua felicidade, aproveitando cada momento enquanto está buscando alcançar o seu sonho, pois a vida deve ser vivida de verdade a todo momento.

Os objetivos são bons, desde que você não esqueça de ter métodos

Não há como negar que é importante ter metas e objetivos na vida, mas o problema é quando você deixa de vive-la apenas tentando alcançá-los.

Mais do que apenas ter objetivos na vida, você precisa ter métodos, pois eles o impedirão de ficar estagnado após cada vez que alcançar um determinado objetivo e não souber o que fazer depois.

Com métodos bem aplicados, sua vida irá fluir muito melhor e você vai estar conseguindo sempre evoluir, sem ficar parado porque não vê mais necessidade de estar seguindo em frente por falta de um objetivo no horizonte.

Lembre-se sempre que a vida não é apenas chegar até a linha final a cada vez que estipula algo para alcançar, viver é aproveitar o processo até cada conquista sua.

Conclusão

Como você viu, muitas pessoas estipulam objetivos para suas vidas porque acreditam que assim conseguirão evoluir, entretanto, eles acabam por restringir a felicidade delas. 

Neste texto, mostramos como o foco exagerado nos objetivos pode levar uma enorme infelicidade a partir do momento em que você deixa de aproveitar a jornada ou processo até alcançá-los, deixando passar diversos momentos felizes.

Portanto, lembre-se que tão importante quanto chegar em algum lugar é o caminho que você tem que percorrer (e aproveitar) até lá.

Gostou do artigo de hoje sobre como os objetivos podem restringir a sua felicidade? 

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Qual a diferença entre vencedores e vencidos?

Qual a diferença entre vencedores e vencidos?

Todas as pessoas desejam vencer na vida, mas não são todas que conseguem. Então qual é a diferença entre vencedores e vencidos?

Por que algumas pessoas alcançam os objetivos que tinham e vivem o que sempre sonharam, enquanto outras não conseguem esses bons resultados?

Isso é que nós queremos lhe mostrar aqui nesse artigo completo que irá falar sobre a diferença existente entre os vencedores e os vencidos em qualquer lugar do mundo.

Todos desejam vencer, mas nem todo mundo consegue

Quem não desejaria vencer na vida, afinal?

Todo mundo quer atingir os sonhos que possui, seja comprar a casa própria, casar-se, ter um emprego que paga bem, ir morar fora do país, viajar pelo mundo, enfim.

Tantas pessoas surgem com pretensas ideias inovadoras para empreender, mas no final não conseguem obter os resultados desejados.

O que acontece?

Todos queriam vencer, mas em virtude de um método implantado ou aplicado melhor por um do que pelo outro, quem o aplicou acaba atingindo o resultado desejado, enquanto o outro não.

Então a resposta está aí: quem é vencedor possui um método que aplica ou implanta bem em sua vida, e que lhe ajuda a alcançar aqueles resultados que havia tanto sonhado e desejado.

A mente das pessoas vencedoras funciona de forma diferente, pois elas sabem que precisam desenvolver algo que aplicando em suas vidas e seguindo diariamente, vai levar ao sucesso em algum momento.

O método é importante em qualquer aspecto da vida

Vamos pegar duas pessoas que estudam para um determinado concurso e que estão em pé de igualdade de competição.

Enquanto uma delas possui um método específico de estudos, por exemplo, estudando 6 horas por dia com pausas a cada 30 minutos, a outra não tem um método próprio de estudos (um dia estuda 4 horas, em outro 10, em outro 0h).

No final, ao chegar o dia do concurso, quem irá vencer a disputa por uma vaga? A resposta é simples: quem aplica um método de estudo diário.

Vamos pegar um outro exemplo, levando em consideração os investimentos financeiros na Bolsa de Valores.

Um determinado investidor possui um método em que investe X reais sempre que, após estudar, vê uma possibilidade de ganhar rendimentos em cima de uma determina ação.

Já outro investidor não tem um método de estudos para investir, apenas colocando dinheiro naquela ação que um determinado “guru” que ele conhece na internet indica (e que também não segue nenhum método).

Ao final de um ano, quem terá lucro com os investimentos e quem terá um enorme prejuízo nos recursos que possui?

Isso tudo apenas mostra que não há como pensar em alcançar algo na sua vida se você não cria um método que possa aplicar todos os dias, até que alcance os resultados desejados.

Não importa se é nos estudos, no seu trabalho, em investimentos que faz, o método faz a diferença entre os que são vencedores e os que acabam vencidos.

Conclusão

Como você viu, há uma grande diferença entre aquelas pessoas que são vencedoras na vida e as que são constantemente vencidas, sem conseguir obter bons resultados em nenhum aspecto da vida que achem importante.

Neste texto, mostramos a principal diferença que há entre essas pessoas: a existência e a aplicação de um método em suas vidas.

Se você criar um método par alcançar os objetivos desejados, então suas chances de sucesso serão enormes.

Gostou do artigo de hoje sobre qual é a diferença entre vencedores e vencidos

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Qual a importância de se estudarem os hábitos?

Qual a importância de se estudarem os hábitos?

Muitas pessoas podem achar que não há nenhuma relevância em estudar os hábitos e você pode ser, inclusive, uma delas.

Entretanto, isso é algo extremamente importante para quem pretende otimizar o cérebro e, desse modo, conseguir economizar mais energia, deixando-a para decisões e tarefas mais importantes.

A seguir, irei falar para você sobre a importância dos hábitos e como o cérebro beneficia-se bastante deles, o que já foi comprovado por diversos estudos.

Continue acompanhando esse artigo até o final para saber tudo sobre esse assunto!

Importância dos hábitos para o cérebro

Os hábitos diários são responsáveis por quase 40% das nossas atitudes ou decisões diárias, segundo apontou uma pesquisa da Universidade de Duque, nos Estados Unidos.

Mas o que nos leva a ser direcionados tanto pelos hábitos?

Isso é “culpa” do nosso cérebro, que tende a manter o instinto de sobrevivência, ou seja, de gastar menos energia e preservá-la para atividades mais importantes.

O grande problema é que se você apenas desenvolveu hábitos negativos ao longo da sua vida, então irá passar quase metade do seu dia, guiado por eles, sendo improdutivo.

Quando você, então, estuda sobre os hábitos consegue compreender como é importante obtê-los para garantir o bom funcionamento do seu cérebro, de modo que algumas atividades tornem-se automáticas e ele não precise preocupar-se a todo momento com elas.

Do contrário, se você precisasse ficar atento a todas as decisões tomadas, o que aconteceria na verdade seria um grande desgaste mental ao final de cada dia.

Estudo dos hábitos para aprender a adquiri-los

Só há uma forma de você conseguir adquirir hábitos: reproduzindo a mesma atividade repetidamente dia após dia.

Há aquelas pessoas que querem muito criar novos hábitos, ainda mais aqueles que são saudáveis, mas que acabam desistindo após apenas uma semana.

Primeiramente, elas pecam pelo fato de que pensam apenas no curto prazo e não estão dispostas a levar a repetição da atividade até tornar-se um hábito por muito tempo.

Segundo, elas não repetem, na maior parte das vezes, a mesma atividade diariamente, muito menos em horários predefinidos.

Digamos, por exemplo, que você quer acordar mais cedo para chegar mais cedo ao trabalho ou às aulas, mas apesar de estipular o horário de 6 horas para acordar, acaba acordando nessa hora apenas uma vez em sete dias.

Em todos os outros você alternou horários de acordar entre 5h30 e meio dia, então não há como pensar que poderá tornar isso um hábito.

O mesmo vale para dormir cedo, já que ir dormir em horários diferentes (um dia às 21h, no outro às 2 horas da manhã), jamais irá lhe permitir criar esse hábito saudável.

Assim, é preciso estudar os hábitos para compreender melhor o funcionamento deles e conseguir colocar em prática mais deles em sua vida.

Conclusão

Como você viu, os hábitos nada mais são do que repetições diárias de atividades que realizamos de modo automático ou inconsciente, levados pelo cérebro que acostuma-se com elas para gastar menos energia.

Neste texto, mostrei a você sobre a importância dos hábitos para o seu cérebro, mostrando como ele os cria como uma forma de sobrevivência, poupando assim energia para outras atividades mais importantes do corpo.

Além disso, você ainda pôde ver que é preciso fazer uma atividade repetidas vezes até que ela torne-se, finalmente, um hábito em sua vida.

Gostou do artigo de hoje sobre a importância de se estudar os hábitos

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.