Nunca mais aperte o botão snooze (Botão de soneca)

por | 22, set 2020 | Desenvolvimento Pessoal | 0 Comentários

Muitas pessoas possuem a mania de programar o despertador para tocar diversas vezes e vão apertando o botão da soneca até o máximo possível para não se atrasarem.

Bem, se você tem esse costume, é bom que saiba que isso pode estar prejudicando e muito a qualidade do seu sono.

De acordo com o canal do youtube, ASAP Sciense, cinco minutos de soneca podem atrapalhar o processo de despertar o seu organismo, pois o alarme interrompe o ciclo natural do sono e não permite que a você desperte bem-disposto.

Nesse cenário, a sensação de permanecer grogue na hora de levantar da cama que pode até, em alguns casos, te acompanhar durante o dia, tem uma relação muito grande com a maneira com o que você foi despertado.

Quando você está em sono profundo e o despertador toca, naturalmente, o seu corpo desperta.

No entanto, se você apertar o botão soneca, seu sono não permanece na mesma qualidade de antes e o seu corpo fica confuso quando o alarme toca de novo, sendo cada vez mais difícil levantar e enfrentar o dia.

Portanto, nada melhor que não interromper o ciclo de sono e há várias formas de ajustar seu estilo de vida para evitar que isso aconteça, continue lendo o texto abaixo para entender.

Entendendo sobre o sono

O sono REM é o estágio mais profundo do ciclo do sono que você possui. O seu corpo apresenta uma espécie de “relógio biológico” que tem a função de regular sono e vigília.

Aproximadamente, uma hora antes do momento em que o seu organismo está acostumado a despertar, o sono REM será interrompido e isso faz com que seja mais fácil acordar, porque o sono está mais leve.

Além disso, a temperatura corporal aumenta e os alguns hormônios que são responsáveis por fornecer energia para o corpo também são liberados.

O motivo pelo qual o botão soneca prejudica o seu sono é porque o despertador “acorda o cérebro” em momentos importantes de descanso para o seu corpo e quando você o submete a passar pelo mesmo “choque” várias vezes seguidas, isso aumenta sua sensação de cansaço.

Dessa forma, quando não há um ciclo regular de sono e vigília, os despertadores acabam interrompendo indevidamente o seu estágio de sono mais profundo.

E isso significa que o seu corpo vai despertar antes de estar “preparado”, o que prejudica todo o seu dia, atrapalha sua concentração e deixa uma sensação de desanimo constante.

O que fazer para perder a mania de apertar o botão snooze? 

Existem pessoas que, pela força do hábito mesmo, tendem a programar diversos despertadores e, constantemente, apertar o snooze até o último.

Agora que você já sabe que isso é prejudicial pode estar se perguntando sobre o que fazer, uma vez em que parece inconsciente essa habilidade de ativar a soneca e continuar dormindo.

A primeira coisa que você precisa saber é que não agradável para ninguém ser acordado por despertador, mas a vida exige responsabilidades e você vai ter que as cumprir. 

Sendo assim, quando relacionado ao snooze, observe as dicas abaixo para perder essa mania. 

  • Crie apenas um despertador, não coloque vários, seu cérebro tem que entender que você precisa se levantar naquele horário, não antes e nem depois.
  • Mude o lugar do despertador, o deixe longe da cama e até em outro cômodo. O esforço de sair da cama pode ser suficiente para te despertar.
  • Utilize aquele despertador com aumento gradual do volume para te estimular a levantar logo no começo, antes que ele comece a ficar muito alto.
  • Comprar um despertador mais difícil de desligar também pode ser uma solução se o seu caso for mais complicado.
  • Deixe uma brecha na sua cortina para que a claridade te ajude a despertar pela manhã

Conclusão

Assim, o essencial é se certificar de que você está dormindo o suficiente, pois uma pessoa privada de sono sempre terá problemas para despertar sem apertar o snooze, já que seu corpo continuará tentando obter o descanso necessário.

A maioria de nós, possui a capacidade de culpar os outros pela nossa mágoa, isso acontece pois, inconscientemente, os seres humanos buscam uma maneira de responsabilizar o outro para que não tenha que lidar com as suas próprias questões.

Por exemplo, lembre-se da última vez em que você se decepcionou com alguém, isso ocorreu porque, provavelmente, você tinha altas expectativas sobre essa pessoa e quando ela não correspondeu, você desenvolveu uma mágoa.

A maior parte dos desentendimentos provém do mesmo princípio: esperar demais.

Entenda que é saudável sentir todos os sentimentos, você precisa sim lidar com todos eles, o que você não pode é se apegar a mágoa porque ela afeta negativamente toda a sua vida.

Sendo assim, continue lendo o texto para aprender algumas dicas para se livrar da mágoa.

1ª dica: reconhecer e perdoar a pessoa que te magoou

O primeiro passo para conseguir se livrar da mágoa é não minimizar o que você está sentindo.

Se você sofreu alguma injustiça, isso é real e não deve ser tratado como se não nada tivesse acontecido.

Descrever o que e como aconteceu pode te ajudar a encontrar clareza para os seus sentimentos. Pode ser em um diário, bloco de notas do seu celular ou até em uma carta que você não vai enviar.

Esse ato é benéfico tanto para te aliviar quanto para “enfrentar” a memória responsável por desenvolver esse sentimento tão ruim.

Depois que você reconhecer a fundo o que te magoou, você está pronto para o próximo passo: perdoar.

Agora você, provavelmente, já compreende a complexidade dos seus sentimentos e entende a necessidade de deixar a mágoa ir.

Nem todo mundo sabe, mas o perdão, na verdade, é mais um presente para você mesmo do que para a outra pessoa, porque em situação de mágoa, você está cheio de sentimentos ruins, o perdão verdadeiro “limpa” todo o seu interior e tem o poder de te deixar mais leve.

Perdoar não significa esquecer, você tem o direito de perdoar e decidir não manter mais a pessoa na sua vida.

2ª dica: auto avaliação

É muito fácil apontar os erros dos outros sem enxergar sua própria parcela de culpa. Muitas vezes, as pessoas estão cegas em relação as suas falhas cometidas e não aceitam o diálogo.

Vale ressaltar que o diálogo é ideal para qualquer relação, caso incomode um dos dois, a conversa vai ter que existir mesmo que o outro não concorde.

Isso para qualquer tipo de relacionamento (familiar, amoroso, entre amigos) funcionar.

Nesse panorama, identificar o que há de errado para tentar corrigir o próprio comportamento é um bom exercício para se livrar da mágoa.

Porque, às vezes, você pode sentir que todas as pessoas da sua vida falham no mesmo quesito e isso significa que, talvez, o problema não esteja com elas, mas com você.

Assim sendo, é útil tentar lembrar de outras ocasiões em que tal comportamento gerou mal-estar, a auto avaliação pode te ajudar a melhorar como pessoa.

3ª dica: decida não viver de mágoa

Apesar de muitas pessoas não praticarem, o ser humano possui a habilidade de poder decidir como reagir a uma ofensa.

Esse não é um estágio fácil de ser alcançado, mas é possível.

Nesse sentido, magoar-se ou não é uma decisão sua que vai demandar todo o autocontrole que existe dentro de você, mas é passível de ser controlado com muito treino.

Portanto, escolha não sentir mágoa, dissipe todo o sentimento ruim que se forma no seu peito antes que ele se instale totalmente e te deixe fraco.

Conclusão

Assim, o caminho para se livrar da mágoa é longo, mas seguindo as dicas acima você pode encontrar uma direção.

Identifique o problema, reconheça sua parcela de culpa em todas as situações, perdoe o que puder ser perdoado, esqueça o que não puder e siga seu caminho em paz consigo mesmo.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.