O que são gatilhos mentais e como usá-los de forma verdadeira?

por | 3, set 2020 | Dinheiro | 0 Comentários

Os gatilhos mentais são excelentes ferramentas para promover suas vendas e atingir em cheio seu público-alvo.

Nesse sentido, tudo na sua vida é baseado em decisões, você as toma desde o momento que levanta da casa até a hora que retorna a ela.

Essas decisões podem ser classificadas como conscientes ou inconscientes. 

As conscientes são aquelas que você sabe que a está fazendo, por exemplo, que roupa usar no dia, o que comer, qual profissão escolher ou se vai ou não ao trabalho. 

Já as inconscientes são baseadas uma espécie de estímulo que o seu cérebro recebe que de repente te faz sentir vontade de consumir alguma coisa.

O exemplo mais claro é quando você está vendo suas redes sociais e aparece a foto de uma comida que você gosta muito, logo depois você sente uma vontade incontrolável de comer sendo que alguns minutos atrás nem estava pensando nisso.

Os gatilhos mentais funcionam dessa forma, a empresa libera alguns estímulos para alavancar as vendas.

Imagine como seria bom para seu negócio se conseguisse usar dessa estratégia? Continue na leitura do artigo para compreender melhor. 

O que são gatilhos mentais? 

Como já menciona, os gatilhos mentais são estímulos para tomar decisões inconscientemente.

Nesse panorama, algumas decisões não podem ser tomadas no impulso, então, isso significa que o cérebro precisa realizar um esforço maior para faze-las.

Pensando assim, é como se o cérebro conseguisse separar tarefas que precisam de mais atenção e aquelas que podem ser tomadas de forma automatizada, sem muita exigência.

Os gatilhos mentais, dessa forma, estimulam a tomada de decisão sem precisar de um trabalho árduo de reflexão.

Agora você deve estar pensando: como minha empresa pode fazer isso? 

Bem, para isso funcionar, sua empresa precisa conseguir despertar o interesse e chamar a atenção dos consumidores sem forçar parecer ser uma tarefa complicada e isso só pode ser feito por meio de estratégias. 

A seguir algumas das mais eficientes estratégias serão apresentadas. Observe. 

Escassez

Esse gatilho mental pode ser explicado por dois princípios: necessidade de consumir antes que acabe ou se alguma coisa é rara quer dizer que é boa.

Por senso comum, as pessoas associam valor com a escassez. Como se só porque algum produto está no final ele é muito bom, já que ele vendeu muito.

Ou são estimuladas pela vontade de possuir alguma coisa que é rara.

Os exemplos de “chamada” mais comuns são: 

– Quantidade X em estoque

– Edição limitada

Sendo assim, a ideia de não possuir algo por conta da escassez, inconscientemente, leva o consumidor a agir e comprar antes que acabe. 

Urgência

Segue o mesmo pensamento da estratégia anterior, a diferença aqui é o tempo. 

Esse é o princípio das promoções, “apenas hoje o catálogo inteiro está com 50% de desconto”.

Isso estimula os consumidores a comprar algo que nem é tão útil no momento apenas para aproveitar o preço menor.

O maior exemplo é a Black Friday, uma única sexta feira do ano em que os compradores têm a sensação de urgência para aproveitar o melhor preço de determinado produto.

Novidade

Cientificamente falando, o cérebro recebe mais dopamina, hormônio responsável pelo prazer, quando exposto a novidades.

Isso já funciona como gatilho suficiente para consumidores.

As empresas que mais utilizam desse estímulo são as de automóveis e celular. 

Conclusão

Fica claro, portanto, que investir em gatilhos mentais é uma forma excelente de aumentar os lucros da sua empresa.

Basta achar a estratégia que melhor se adequa às suas necessidades.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *