Porque nos sabotamos

por | 1, jul 2020 | Propósito de Vida | 0 Comentários

Você sabia que você se sabota todos os dias? Isso mesmo! Todos os dias você se sabota em coisas que você sequer imagina! Das menores às maiores, estudos indicam que não existe um ser humano que não tenha um sabotador ativado. Mas é importante que você saiba que isso é mais antigo e mais comum do que você possa imaginar. Os nossos sabotadores nascem de algum evento que o nosso cérebro interpretou de maneira equivocada. Eu sei que está parecendo um pouco duro isso que estou falando com você, mas a verdade é que na nossa infância (período que os nossos sabotadores e maiores crenças são formadas) nós ainda não temos a formação completa do nosso córtex pré frontal. É o nosso córtex pré frontal juntamente com o nosso hipocampo que racionalizam e orquestram as interpretações das memórias. Essa situação combinada com as três necessidades humanas mais básicas, quais sejam: Ser amado; Ser aceito; e Ser ouvido verdadeiramente gera essa autosabotagem que eu acabei de mencionar. Para ficar mais claro o que estou tentando dizer eu quero te dar um exemplo, imagina que quando você era criança ao brincar acabou quebrando um objeto dentro de casa. Ao sua mãe ou um familiar muito querido perceber que isso aconteceu acabou chamando a sua atenção e dizendo que você é mesmo uma criança muito descuidada, que vive quebrando as coisas e que não tem atenção. Pronto! Temos aí um potencial sabotador e uma crença instaladas. Podem ter surgido o sabotador vítima, ou o sabotador hiper vigilante ou mesmo o insistente, por exemplo. E antes que você fique preocupado querendo entender o que cada um significa eu vou precisar te dizer que isto é assunto para outro artigo, pois o mais importante agora é você perceber que esse sabotadores eles surgiram em algum momento da nossa para nos proteger, para termos as nossas necessidade básicas atendidas. Acontece que o excesso dele em nossa vida acaba por nos prejudicar ou mesmo paralisar. Por isso, fique atento aos padrões que você percebe em sua vida. Sempre se questione se isso que vem acontecendo é algo bom ou se pode de fato te prejudicar de alguma forma. Toda mudança começa com uma percepção e a prática da presença! Abraços, Rafael Nacif

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.